Bandido bom

é bandido morto dá discurso
letra Fazer doação

Lua cheia no céu claro

Quando eu for eu vou feliz

quando eu for eu vou

Outra vez cansados nós pulamos

nessa bela e mansa foz

Desatar o cego nó

da semana que passou

Em silêncio logo misturamos

e o que restou repousou

Sabe-se lá o que trarão

o que importa é que aqui é nois.

Quando eu for eu vou feliz

Tantas idas-vindas revezando

Nesse vagão veloz

No escuro tateand

Sem saber o que faltou

Quando eu for eu vou feliz

Que fazer do que vem depois?

Faltará, se já se foi?

Quem pensaria em abrir mão

Quando agora que o tempo parou